Assessoria de Imprensa para leigos

A atividade de assessoria de imprensa, resume-se rapidamente em relacionamento com a mídia espontânea. Parece simples, e de fato é, mas vamos entender um pouco melhor como funciona.

 

Primeiro vamos entender os tipos de mídias que existem:

 

Mídia própria – Todas as mídias institucionais, canais próprios, que podem ser controladas diretamente pela própria marca. Exemplos: Blog, perfis nas redes sociais, Podcasts, Site, etc. 

 

Mídia paga – Todas as mídias que você precisa necessariamente investir para aparecer. Exemplo: Espaço publicitário em revistas e jornais, banners em blogs, Google Adwords, Google Shopping, Anúncios nas redes sociais, impulsionamento de posts, etc.

 

Mídia espontânea – É o oposto de mídia paga. Ou seja, quando sua empresa ou produto é citado sem investimento. Exemplos: matérias em revistas, jornais, blogs, postagens de influenciadores, etc.

 

É o melhor dos mundos, jornais e revistas falando sobre sua empresa e não precisar investir, correto? Mas, isso não é uma tarefa nada simples e é exatamente nesse ponto que a assessoria de imprensa atua. 

 

Etapas de um bom trabalho de assessoria de imprensa

Certo, você tem um produto legal e contrata uma assessoria de imprensa e agora? O que acontece?

1- Reunião de briefing

O primeiro passo é uma longa e firme conversa chamada reunião de briefing. Confie em sua assessoria de imprensa, passe para eles todos os pontos fortes e fracos do seu produto ou de sua marca, e se você tiver um time de marketing nesse momento eles serão parceiros.

2- Elaboração de planejamento

Em seguida a assessoria vai quebrar a cabeça para elaborar um planejamento estratégico. É como se fosse a planta da casa que o arquiteto desenha. A assessoria de imprensa pegará todos esses pontos da reunião de briefing e fará um plano de ação de como os produtos ou marca serão divulgados ao longo do tempo. Quais são as necessidades mais urgentes, quais ações podem ser elaboradas para que virem notícia. Tudo isso estará dentro do planejamento.

Dica: quanto mais longo o contrato com uma assessoria de imprensa, mais ações serão propostas e maior o resultado será ao longo prazo.

 

3- Elaboração de material (press realeses)

Agora, com tudo organizado, é hora de colocar a mão na massa. A assessoria de imprensa produzirá textos com as informações da sua empresa e enviará para as áreas responsáveis aprovarem. Enquanto isso, já começa selecionar o mailing  que esteja de acordo com o planejamento. Exemplo, se você tem uma academia para terceira idade, não faz sentido esse material ir para uma revista de odontologia. Após o mailing selecionado, e todo o material a ser utilizado devidamente aprovado, é iniciado o trabalho de divulgação.

É importante que esse material seja visto, revisto e feito com muita atenção, para que as informações se tornem relevante ao leitor, no caso, o jornalista.

 

4- Follow Up

Imagine que assim como você, todos os seus concorrentes querem estar nessas mídias, então o volume de informações que o jornalista recebe é muito grande, então é preciso ter um trabalho muito cauteloso de entrar em contato novamente como o jornalista e confirmar se ele recebeu o material, se ficou alguma dúvida, se faltou alguma informação e, até, um controle de interesse real desse material pelo jornalista.

Cada jornalista trabalha de uma forma e geralmente busca detalhes específicos da sua área e é comum que ele peça mais informações de algum ponto.

 

5- Clipping e relatório

O clipping é o documento onde a assessoria reúne todas as matérias que saíram na mídia espontânea e apresenta como resultado do trabalho feito.

É comum também que esteja incluso a informação de valoração. Essa informação significa em linhas gerais o quanto você pagaria se comprasse aquele espaço como mídia paga.

Não é a forma mais correta, mas é uma forma de quantificar o retorno que você teve contratando aquela assessoria.

Em um processo de divulgação padrão, o trabalho de assessoria de imprensa é realizado dessa forma. Em outros casos mais específicos existem outras etapas como media training, gerenciamento de crise, entre outros. É importante lembrar que essas etapas são regadas de muito café, bom humor e criatividade.

 

Agora que você sabe como funciona o trabalho de uma assessoria de imprensa e viu que é um processo que envolve totalmente a dedicação de um ou mais profissionais que se focam e acreditam na sua empresa tanto quanto você. Essa relação de cumplicidade entre cliente e agência tendem a gerar retornos positivos e parcerias longas e duradouras.

 

Certo, está decidido a contratar uma assessoria de imprensa e não sabe por onde começar? Procure referências, indicações pessoais ou em redes sociais, estude os cases da agência, currículo dos profissionais que nela atuam e peça uma reunião para apresentação. Certamente você encontrará uma assessoria que lhe pareça de confiança e sinérgica com seus ideais.

 

Caso tenha ficado alguma dúvida, entre em contato, será um prazer lhe ajudar.