28 de Junho: Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+

Hoje, 28/6, é comemorado o dia internacional do orgulho LGBTQIA+, mas você sabe porquê essa data foi “escolhida”? Ou, pior, o porquê ela é necessária?

STONEWALL - O dia 28 de junho recorda um episódio de violência e homofobia ocorrida em Nova York em 1969, que ficou conhecido como a “Rebelião de Stonewall”, quando policiais fizeram uma batida policial em bares frequentados pelo público gay. Os frequentadores se revoltaram com a situação e um ano depois aconteceu a primeira Parada do Orgulho LGBTQIA+.

O episódio de violência em Nova York parece uma cena muito distante e antiga, certo? Quem dera fosse, em 2018 no Brasil foram registrados no Disque 100 o total de 1.685 denúncias de violência contra os LGBTQI+, ou seja, mais de quatro casos por dia. Desse número mais de 27% representa violência física.

A luta do movimento LGBTQIA+ vai muito além, buscou o reconhecimento das uniões homoafetivas, o direto da adoção, o reconhecimento da redesignação sexual, entre outros e ainda sim tem que lidar antes de tudo com o combate a violência, lembrando que a homossexualidade foi descriminalizada no Brasil em 1830, ainda no Brasil Império. Mas, vale lembrar que homossexualidade ainda é crime (em diferentes níveis e com punições que vão de chicotadas, detenção, prisão perpétua, entre outras atrocidades) em 70 países no mundo.

Muitas vitórias foram conquistadas pelo movimento, mas há muito ainda para se fazer e o importante é dar apoio a causa e voz a quem se deve, por isso, caso queira saber mais sobre a causa, o que tem acontecido, o que tem sido feito e o que tem ainda a fazer, a sugestão é entrar em contato diretamente com a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABLGT) através do site: www.abglt.org ou nas redes sociais https://www.instagram.com/abglt.oficial/ e https://twitter.com/OficialABGLT

Parada Digital

Geralmente, a data é celebrada com a famosa Parada do Orgulho LGBTQIA+ que, em São Paulo, acontece na Av. Paulista. Mas, em tempos de pandemia, esse dia contará com shows em lives em diversos canais na internet e oficialmente a Parada do Orgulho LGBTQIA+ foi adiada para 29 de novembro. Fiquem ligados na programação. E você sabe por que é importante apoiar o movimento? Vamos ver alguns dados:

A Parada do Orgulho LGBTQIA+ teve sua primeira edição nacional em 1997 com cerca de 2 mil participantes, segundo a Polícia Militar, e trouxe em seu slogan o tema “Somos muitos, estamos em todas as profissões”. Já a última edição, em 2019, contou com a presença de 3 milhões de pessoas e o tema foi: “50 anos de Stonewall – Nossas conquistas, Nosso Orgulho de ser LGBTQIA+”